Saindo de Palermo viajando pela Costa Diadema em continuação do nosso cruzeiro,  a próxima parada foi o porto de Civitavecchia, a partir dali  com o ônibus da nossa excursão o destino seria a cidade eterna.

                São 82 km de distância do porto até o centro de Roma,  na verdade, nem achei a demora significante, pois o que mais importava era, que eu ia conhecer finalmente todo seu esplendor com o qual tantas vezes sonhei.

          Assim que fomos entrando na cidade eu comecei a entender o que nos tempos escolares, os livros tentavam explicar a magia que tornava possível esta  cidade conter a um só tempo,  tanta história e beleza elevada a mais alta potência.

             Deslumbramento, emoção e mais tanto sentimento se misturam a cada olhar em que direção for,  pois tudo é grandioso e imaginar a quanto tempo tudo isso foi construído e como, é uma resposta realmente difícil de ser definitiva.

             Como eu já comentei, passar em Roma apenas algumas horas é o que eu chamo de pecado, porque apreciar todos os monumentos, suas fontes, sentar e ficar a vontade nas suas famosas praças, tomar um sorvete com calma, sentar nas mesinhas dos seus bares e restaurantes e apreciar o vai e vem dos visitantes, que ficam fascinados por tanta maravilha, merece muito mais  tempo, porque Roma não é só para se ver, é respirar seu ar, olhar seu céu, é se oferecer de corpo e alma a ela para que todo seu ser se inunde da sua história, da sua magia e que faça você sair absorvido pelo seu encantamento. 

                Porém, como tínhamos que acompanhar a guia, lá fomos nós para que nos fosse apresentado, mesmo que na correria os famosos  pontos turísticos  a seguir : O Coliseu, a Fontana de Trevi, o Panteão, a Praça Navonna, onde aliás onde fica a Embaixada Brasileira, 

 

          Coliseu, um colosso arquitetônico tão belo que quase nos faz esquecer das lutas mortais entre as feras e os gladiadores, que serviam para divertimento de uma platéia,  da qual com certeza,  herdamos a barbárie dos nossos tempos modernos. 

          

           

 

           

             

 

             

 

 

 

Veja também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *