Asas quebradas

Não tendo asas, mudo cenários e invento não ser eu mesma e assim me conformo em ter que conjugar o verbo ficar. Sabe, quando dá vontade de sumir e percebemos que há tornozeleiras eletrônicas demais que nos impede de abandonarmos nós mesmas? E quando precisamos chegar ao vigésimo andar e descobrimos que os elevadores estão … Leia Mais

Pedra no meio do caminho

Parafraseando Carlos Drumond,  que disse : “Havia uma pedra no meio do caminho”, eu digo,  que em todos os caminhos há sempre muitas pedras. Sempre em qualquer estrada, não faltarão obstáculos. Transpor um a um será o grande desafio.        Pode ser que alguns sejam fáceis, mas por mal dos pecados,  haverá os … Leia Mais

Se eu pudesse

Se eu pudesse, pediria desculpas para todos que eu magoei. Voltaria a andar pelos caminhos que eu havia prometido nunca mais passar. Teria colocado todos meus barquinhos no rio que a chuva formava ali na beira da minha calçada e assim imaginar que eu, somente eu, poderia domar qualquer correnteza. Choraria todas as vezes que senti … Leia Mais

A doçura perdida

    A doçura perdida Lembram da frase que perguntava : qual é o doce mais doce, do que o doce da batata doce ? Nunca ouvi ninguém responder. Meu avó gostava de perguntar para a criançada que se juntava a ele para brincar de perguntas e respostas : Qual é a cor branca do … Leia Mais

O barulho do silêncio

O silêncio do meu quarto, grita seu nome . Sozinha agora, tenho apenas ao meu lado, uma saudade a me olhar com cara assustada, esperando que eu saiba responder, como é que vai ser daqui pra frente. Ouço ao longe, sons abafados, talvez sejam risos, soluços e até um apito de trem, a avisar, partidas … Leia Mais