Passeando por você

Fazendo dos seus olhos, uma estrada, Caminhei até a morada da sua alma. Anunciei-me à entrada: – “Posso entrar? Sou o Amor!” Na sala do Sorriso, não quiseram me receber Acharam a visita cafona. Acompanhada pela ilusão, de lhe compreender, Caminhei por todos os cômodos do seu ser. Cheguei em frente do seu escritório, ia … Leia Mais

Nós.

Foi finito e nunca acabou Num tempo sem tempo, sem nenhum começo e tantos fins, que eu como você, lembremos destes momentos, e que mesmo sem tempo a gente agradeça, pois  eles valeram mais que uma vida, Simplesmente porque neles, só e simplesmente fomos “Nós” !